Campeonato rurais encerram o ano esportivo em Paratinga


Depois da realização do campeonato municipal encerrado em junho com a equipe do Palmeiras campeã e da participação da seleção de Paratinga no Campeonato Intermunicipal, o esporte do município se movimentou neste segundo semestre com a realização dos três tradicionais campeonatos rurais que tiveram juntos a participação de 45 equipes e cerca de 600 atletas. Os regionais do Santo Onofre, Caatingas e Beira Rio-Paulista acontecem há décadas e são uma tradição do calendário esportivo de Paratinga tendo revelado ao longo dos anos vários craques que serviram e servem à seleção municipal, além de brilharem também em outras cidades.

O regional da Beira Rio-Paulista, iniciado no dia 20 de setembro, teve neste ano a participação de nove equipes: Nova União, Olhos D’água, Pedras, Extrema, Nova Vila, Santa Cruz, Mercadinho Oliveira, Águas do Paulista e Barro. A primeira fase foi até 16 de novembro quando se classificaram as equipes para as quartas de final. Esta competição teve a participação de seis atletas revelados nas bases de suas equipes e que serviram à seleção de Paratinga que disputou o Intermunicipal deste ano, entre eles o craque Géo. As equipes do Barro e do Paulista chegaram à final e levaram multidões aos campos. Na primeira partida das finais, a equipe do Barro venceu por 1 a 0.

Na finalíssima realizada no Distrito de Águas do Paulista no dia 20 de dezembro, a equipe do Paulista devolveu o placar com o veterano Gil Neto marcando de cabeça aos 21 minutos do primeiro tempo. A equipe do Barro jogou de igual para igual, mas não conseguiu marcar o gol que lhe daria o título. Com o tempo chuvoso e campo pesado alguns jogadores começaram a sentir o cansaço e desabaram em campo. Uma multidão de torcedores presenciou a final e o título foi decidido nos pênaltis, com a equipe de Águas do Paulista vencendo por 6 a 5. A praça principal do Paulista foi o palco da festa da vitória que varou a madrugada mesmo com a chuva que insistia em cair.



O regional do Santo Onofre teve neste ano a participação de 16 equipes e outras 14, mesmo convidadas, não estiveram na disputa. O certame que representa a região mais populosa do município, foi iniciado em 6 de setembro com a participação das seguintes equipes: Lagamar, Volta da Serra, Ponte, Chichá, Angical do Agreste, Báza, São Francisco, Ratoeira, Sanharol, Verdão, Teiú, Barra do Preto, Cruzeiro, Salinas, Brejo das Moças, Havaí.

É sempre uma festa nas tardes de sábado e domingo nas localidades onde as partidas são realizadas. É emocionante ver a vibração das torcidas, principalmente as organizadas femininas que dão um brilho todo especial ao espetáculo. O campeonato do Santo Onofre teve neste ano como campeão a equipe do São Francisco, tendo como vice o Cruzeiro. Dos campos desta região já surgiram craques que fizeram história no futebol do município, com participação na seleção paratinguense como Laécio, Nelinho e Altair.

O campeonato regional das Caatingas foi iniciado em 11 de Outubro e teve a maior quantidade de clubes participantes neste ano de 2014. 20 equipes estiveram na disputa do título: Pereiro, Redonda, Sarandi, Várzea, Boa Vista, Alecrim, Rosilho, Tabúa, Vaca Branca, Novo Horizonte, Bonsucesso, Muquém, Caibros, Morro de Dentro, Vila Nova, Lagoa Nova, Jatobá, Pau Ferro, Sambaíba e Poção de Santo Antônio. Como previa o regulamento, a finalíssima foi disputada em campo neutro.

A localidade da Alagoinha recebeu no dia 14 de dezembro uma multidão de torcedores que presenciaram a uma grande partida, digna de uma disputa de título.  Alecrim e Caibros duelaram em campo pelo troféu e a equipe dos Caibros conquistou o bicampeonato. Como no ano passado depois do empate sem gols no tempo normal, a disputa foi para os pênaltis e o goleiro Juvêncio dos Caibros fez a diferença defendendo duas cobranças e consagrando a vitória de sua equipe por 4 a 3.

Todas estas competições, tradicionais no calendário esportivo do município animam e valorizam os atletas principalmente os mais jovens que são maioria na composição das equipes. Em 2015, devem se repetir as mesmas emoções com a realização destes eventos esportivos, que valoriza a juventude que pratica esportes e que tem nas tardes de sábado e domingo o seu lazer garantido, muitas vezes única forma de diversão nas pequenas localidades da zona rural. (Ely Pacheco).

Proxima Proxima
Anterior Anterior