Em forma de protesto, algumas prefeituras do Oeste da Bahia vão parar

Os prefeitos integrantes da UMOB – União dos Municípios do Oeste da Bahia estiveram reunidos na tarde, do dia 29 de outubro, para debaterem sobre o plano de ação contra a crise financeira dos municipio que compôem a UMOB, e tambem o “Dia do Protesto”, que será realizado pelos prefeitos, e tem como objetivo de mostrar para a sociedade, a situação financeira enfrentada pelas prefeituras no estado da Bahia.

A proposta surgiu da presidência da UMOB que tem o prefeito Marcelo Mariane a frente da instituição. Segundo o presidente, a proposta é baseada na crise financeira que assola as prefeituras e está causando muitos transtornos que rebatem diretamente na população.
Na sede da UMOB, os prefeitos da região se reuniram e ficou decidido que será programado um café da manhã com a imprensa para debaterem sobre as atividades que irão ser realizadas em seus municípios no dia do protesto.


O presidente da UMOB o prefeito Marcelo Mariane, falou sobre o dia do protesto. 
Precisamos fazer com que a sociedade entenda as nossas dificuldades. É preciso que sejam sensibilizados sobre essa situação. Nos municípios é onde tudo acontece e, se houver a união de todos os prefeitos do oeste, com essa mobilização, com certeza teremos resultado”,

contamos com a colaboração da população para apoiar os seus gestores, no dia do protesto iremos parar as prefeituras o transporte escolar, além de outras atividades e contamos com a colaboração da população para apoiar os seus gestores.” Finalizou o prefeito.

O prefeito Demi Barbosa vice-presidente da UMOB, também falou sobre a paralisação. “Dentro da decisão da maioria, iremos paralisar todos os serviços. Em São Desiderio, somente a saúde vai atuar. A coleta do lixo, transporte escolar entre outros serviços básicos serão suspensos”, disse a prefeito.


Ainda segundo Demi: “os custos só vem aumentando e o Governo Federal deixando tudo para os municípios”. “Todos os custos estão subindo muito, em contra partida, o Governo Federal só vem retirando verbas, colocando mais serviços para a responsabilidade dos municípios, então este protesto é uma forma de mostrarmos a real situação e informar a população sobre as dificuldades de todas as prefeituras”, finalizou.

Estiveram presentes os prefeitos: Marcelo Mariani de Cotegipe, Demi Barbosa de São Desiderio, Arival Viana de Buritirama, Marcio Mariano de Muquém do São Francisco, Antônio Pereira de Cristopólis, Popô de Angical, Ney Borges de Mansidão, Alex da Oxente produções representando o prefeito Humberto Santa Cruz, Valdinei Arruda, representando o prefeito de Riachão das Neves Dr. Hamilton Santana de Lima.

Já no final da reunião, chegaram de surpresas para uma visita de cortesia, um grupo de promotores, tendo a frente o Dr. Cleriston Cavalcante de Macêdo que é defensor publico geral, o sub defensor público geral o Dr Rafison Ximenes, o coordenador das defensorias públicas regionais, Walter Rodrigues Junior, Ariana Sousa, presidente da associação das defensorias públicas do estado da Bahia, e a Drª Valéria Teixeira defensora desinguinada para Barreiras. Na suas explanações, o Dr. Cleriston falou que veio ate Barreiras inaugurar a sede da defensoria publica regional com sede aqui nesta cidade. (Texto e Fotos Vanderlan de Caldas).
Proxima Proxima
Anterior Anterior

Destaque

Paratinga mantêm sina de jogar bem fora de casa, vence LEM por 1 a 0 e lidera grupo 13

Nesta tarde em Luís Eduardo Magalhães, a seleção de Paratinga enfrentou a seleção local. LEM vinha de vitória em casa contra Barreiras ...