Irritado, deficiente retira prótese após ser barrado na porta de banco em São Paulo

Um deficiente físico foi barrado na porta de um banco na manhã de segunda-feira (28) na cidade de São Paulo e retirou a prótese metálica que usa na perna para passar pela porta giratória. Segundo o G1, Gilberto Forti, de 57 anos, alega que informou os seguranças da agência da Caixa Econômica Federal sobre a prótese. O banco argumenta que o cliente não esperou a porta auxiliar ser aberta. "Nunca tinha passado por uma humilhação dessas. Trabalhei minha vida inteira e merecia mais dignidade", protesta o deficiente, que teve a perna amputada há quatro anos por conta de DIABETESDescrição: http://cdncache-a.akamaihd.net/items/it/img/arrow-10x10.png e se aposentou por invalidez. "Tirei as calças, tirei a prótese e fiquei de joelhos. Depois sentei e fiquei meia hora ali até a polícia chegar", disse ao G1. Em nota, a Caixa alega que o aposentado se recusou a mostrar a prótese de metal ao vigilante.
Fonte: Bahia Notícias
Foto: Aparecida Forti/Arquivo pessoa

Proxima Proxima
Anterior Anterior