Paratinga

Para informações e matrículas: (77) 99997-8580

Oeste baiano

Bahia

Brasil

Futebol

Faça sua Pós Graduação à distância - MatrículaS: (77) 99997-8580

Quer alavancar seu crescimento profissional? Com os nossos cursos de Pós-Graduação EAD você adquire o conhecimento que precisa para ser o profissional que o mercado busca! E ainda com flexibilidade de horário! Aproveite nossos cursos a partir de R$ 95,00* por mês! Nas áreas de SAÚDE, EDUCAÇÃO, SOCIAL, EMPRESARIAL, MBA, JURÍDICO E TEOLOGIA. Diploma com mesmo valor de ensino presencial. Cursos Reconhecidos pelo MEC. Garanta já sua vaga! Matricule-se agora! A instituição responsável é o Instituto Pró Saber, que mantém um convênio de apoio logístico e operacional com a UCAM – Universidade Cândido Mendes, para oferta de cursos de Pós-Graduação Lato Sensus, Extensão e Aperfeiçoamento com o melhor preço de mercado e na modalidade 100% EAD, o Instituto Pró Saber está localizado na cidade de Feira de Santana – BA. Para informações e matrícula: (77) 99997-8580 (77)98814-4014.

Prefeito de Ibotirama terá que devolver R$484 mil ao município


O prefeito de Ibotirama, Claudir Terence Lopes de Oliveira, terá representação encaminhada ao Ministério Público Estadual para que seja apurada a prática de ato de improbidade administrativa em razão da concessão irregular de licenças prêmios, convertidas em pecúnia, a diversos servidores municipais no exercício de 2016, sem qualquer amparo legal e que resultou em dano ao erário. O processo foi julgado na sessão desta quinta-feira (31/08) pelo Tribunal de Contas dos Municípios. O conselheiro relator Paolo Marconi determinou o ressarcimento aos cofres municipais da quantia de R$484.555,70, com recursos pessoais, e aplicou multa de R$10 mil.

Ao converter as licenças prêmios em pecúnia para todos os servidores, de forma geral e irrestrita, o gestor violou a lei municipal nº 012/1993, que concede tal benefício excepcionalmente para profissionais da educação.

Além disso, a relatoria destacou que as decisões administrativas para o pagamento indenizatório foram justificadas de forma precária, sendo utilizada sempre a mesma fundamentação “constatada a inviabilidade de concessão de licença prêmio para gozo, a bem do serviço do interesse público, e uma vez aquiescido pelo servidor público, a sua conversão em pecúnia possível, torna-se a conversão ora pleiteada”. (Tribunal de Contas dos Municípios do Estado da Bahia).

Cabe recurso da decisão.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Saiba mais sobre as Pós Graduações do Instituto Pró Saber

Matrículas: (77) 99997-8580 ou (77)98814-4014

Lojas Dubelo

Lojas Dubelo

SUPERMAIS

CONSTRUVALE

Mais lidas do mês