Paratinga

Oeste baiano

Bahia

Brasil

Futebol

Mastro de São Sebastião 2018 contou com a ilustre participação da Marujada


Todo ano no dia primeiro de janeiro nossa cidade, em especial o Bairro do Tomba onde acontece o levantamento do MASTRO, começa o ano com fé e alegria em reverência ao Glorioso São Sebastião, preparando para o dia 20.

Este ano no Cortejo teve um toque especial, além do som contagiante do Grupo Zabumba Alecrim, teve a presença da Marujada.

ORIGEM DA DO MASTRO DE SÃO SEBASTIÃO
Segundo o historiador Erlon Fábio Costa, a Puxada do Mastro teve início no século XVI, com a Corrida de Toras, evento que integrava uma série de representações religiosas alimentadas pelos indígenas da região. “A partir do século XVIII, passamos a ter a festa com a configuração que chegou até os nossos dias”, diz, salientando que a imagem de São Sebastião desconfigurou a antiga Corrida de Toras e inseriu os elementos da Igreja Católica.

Erlon Fábio enfatiza que o mastro, principal símbolo da festividade e utilizado pela Igreja Católica para sustentar bandeiras de santos em frente aos templos, serve para demonstrar a resistência da comunidade indígena no que tange aos seus inúmeros aspectos culturais.

“Também, nesse sentido, é importante acrescentar que a Puxada do Mastro é uma celebração onde homens, mulheres e crianças possuem papéis e funções, o que fortalece a participação comunitária e ajuda a explicar o fato de que, ao longo do tempo e ao contrário de outros eventos, essa manifestação se mantém forte e revigorada”, afirma. (Fonte: Página da Marujada de Paratinga). 

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

SUPERMAIS

CONSTRUVALE

Mais lidas do mês